134

Prefeitura Municipal de Palmeiras

Pular para o conteúdo

Visão Geral

Visão Geral

Bandeira Bandeira do Município
Brasão Brasão do Município
  • Aniversário: 15 de janeiro
  • Fundação: 15 de janeiro de 1891
  • Padroeiro (a):Bom Jesus
  • Gentílio:Palmeirense
  • Cep: 46930-000
  • População: 9071 (estimativa)
  • Prefeito (a): ()
    -

Cultura

Palmeiras é uma cidade riquíssima em suas manifestações culturais, tanto festivas quanto religiosas.

A festa de carnaval é a festa mais tradicional e mais antiga de nossa cidade. Foi introduzido em nossa cultura no ano de 1926 por Dr. Eutrópio Santos Reis que idealizou e organizou o primeiro carnaval da Chapada Diamantina. Eram exibidos pelas ruas da cidade cordões acompanhados por bandas próprias, sendo os mais famosos conhecidos por Cordão das Holandesas e Cordão da Capa Preta.
Atualmente o carnaval de Palmeiras é considerado o melhor da região da Chapada Diamantina. São cinco dias de festa, com a apresentação de bandas locais e nacionais e milhares de foliões vindos de vários municípios.

As tradições religiosas são inúmeras! A Trezena de Santo Antônio é uma das mais conhecidas. São 13 noites de celebração religiosa, comidas típicas do mês de junho e muito forró.

A festa do Senhor Bom Jesus, padroeiro da cidade, também é muito conhecida. É uma novena religiosa que se inicia em 29 de dezembro e termina em 06 de janeiro.

Além disso, temos o reisado, terno de reis, lamentação das almas, terno das rosas, entre muitas outras.

Geografia

Área Territorial: 737.454 km²

Densidade Demográfica: 12.79 hab/km²

Clima

Bioma: Caatinga

Tipos Climáticos: Seco subúmido, semi-árido e úmido subúmido

História

Palmeiras surgiu em meados do século XIX quando o fidalgo Joaquim Pereira dos Santos chegou a esta terra e construiu a Sede da intitulada por ele, Fazenda Palmeiras.
Em seguida, em 1864, com a descoberta de diamantes nessa localidade, houve um êxodo de garimpeiros para o local, vindos de várias províncias, inclusive de Minas Gerais, iniciando assim, a formação do Povoado Palmeiras, pertencente ao Município de Lençóis.
No final de 1890, o Povoado foi elevado a Villa, com a denominação de Villa Bella das Palmeiras. Em 15 de janeiro de 1891 houve a emancipação.
Desde então, Palmeiras é uma cidade encantadora, de povo gentil e hospitaleiro.

Turismo

A cidade de Palmeiras é afamada por suas inúmeras atrações turísticas que encantam os olhares de quem as conhece.

O Morro do Pai Inácio é o cartão-postal da cidade, ponto que anuncia a chegada a essa exuberância de riquezas aqui encontradas. Do alto do seu cume podemos contemplar a vista espetacular do Parque Nacional da Chapada Diamantina.

A cidade-sede é pequena, encantadora e charmosa, possui arquitetura de casas e casarões antigos, igrejas e praças. É um lugar tranquilo, de povo hospitaleiro e alegre.

O distrito de Caeté-Açu, mais conhecido como Vale do Capão é um tesouro que fica a 24 km da Sede do Município, e é um dos principais destinos dos turistas. Além da encantadora Vila do Povoado, este distrito concentra inúmeros pontos turísticos e uma culinária única e exuberante, que vão desde o pastel de palmito de jaca a pizza de cenoura com pesto de azeitona.

A famosa Cachoeira da Fumaça, localizada também no distrito de Caeté-Açu, possui queda d'água de 340 metros, sendo considerada uma das mais altas do Brasil. A trilha pode ser feita tanto por cima (12 km), quanto por baixo (36 km). O visual desta Cachoeira, visto da parte de cima, está entre os mais belos cenários de toda a Chapada Diamantina!

A Cachoeira da Conceição dos Gatos, também chamada de Cachoeira de Cima ou Boa Vista, fica localizada no Povoado de Conceição dos Gatos, possui 40 metros de altura e uma trilha de fácil acesso, cerca de 10 minutos de caminhada, além de ser propícia para banho.

A Cachoeira do Riachinho fica localizada há 4 km da Vila de Caeté-Açu, possui 12 metros de altura, trilha calçada de fácil acesso, sendo uma dos locais preferidos para banho, e, também para assistir ao pôr-do-sol.
Essas são apenas algumas das várias riquezas aqui encontradas.

Visite Palmeiras e conheça esse tesouro da Chapada Diamantina!

Letra do Hino

Hino a Palmeiras

Em verdes vales e serenas palmeiras
Águas límpidas em tom fulgurante
Neste ubérrimo solo escondias
As tuas gemas, ricos diamantes

Na mansão deste eflúvio sagrado
Multicores pássaros adejavam
Encantando ao neo-viandante
Desfiando o seu canto, exultavam

Epopéia de rara beleza
Onde ipês e cedros imperavam
Rasgam as matas os viris bandeirantes
As riquezas se descortinavam

No ardor do trabalho e da luta
Garimpeiros na busca sem fim
E o tesouro ali encontrado
Transformou-se em ruidoso festim

No verdor das montanhas altivas
Villa Bella das Palmeiras ecoou
Lindo nome jamais proferido
O coração deste povo forjou

Hoje é a cidade das Palmeiras
Com justiça assim exaltada
Encerrando em seu seio pujante
Os contrafortes mais belos da Chapada

A cachoeira Glass a eterniza
E o teu céu de lindo azul marfim
Pai Inácio, tua rocha monumento
Alça aos céus em sereno clarim

Cachoeira esplendente de Dois Braços
Paulo Afonso em estado latente
Os menires e as grutas serenas
São de Deus nosso régio presente

Farfalhar de esbeltas palmeiras
Cantam hinos de paz e amor
No subsolo as águas sussurram
Do progresso o excelso penhor


Letra: Maria Elisa Pina Batista
Música: Manoel Vieira